Procurador que denunciou pedaladas fiscais será ouvido em Comissão da Câmara

franci

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara aprovou requerimento do vice-líder da Minoria, deputado Fernando Francischini (Solidariedade-PR), que convida o procurador do Ministério Público de Contas, Júlio Marcelo de Oliveira, para que exponha aos deputados irregularidades fiscais cometidas em 2015 pelo Governo Federal denunciadas por ele ao Tribunal de Contas da União (TCU).

Baseado nas apurações de Oliveira, o ministro do TCU, Raimundo Carreiro, determinou, no último mês de outubro, inspeção no Tesouro Nacional, no Banco Central e no Ministério das Cidades, além de três estatais controladas pelo Governo (Caixa, BNDES e Banco do Brasil), para confirmar a continuidade das irregularidades fiscais cometidas pelo Governo Dilma.

“A Câmara não pode esperar que vire mais um ano sem que as irresponsabilidades fiscais da presidente Dilma sejam expostas. O TCU, como um grande auxiliar de fiscalização do Congresso, tem o dever e o direito de mostrar à sociedade brasileira o que o Governo vem fazendo com o erário público com a desculpa de subsidiar seus programas sociais. Se tais irregularidades forem novamente confirmadas, os pedidos de impeachment da Dilma recobram forças para ir ao plenário”, enfatiza Francischini.

A confirmação dessas irregularidades pelo TCU podem implicar na condenação de autoridades da atual equipe econômica de Dilma e reprovação das contas referentes a 2015, o que traria impactos na análise de um pedido de impeachment da petista pelo Congresso.

Fonte: assessoria de imprensa Francischini