Apresentando números do Conselho Tutelar na Capital, Claudio Janta homenageia conselheiros

Falando no tempo de liderança do Solidariedade, Janta prestou homenagem aos Conselheiros Tutelares nesta segunda | Foto: Patricia Cordeiro
Falando no tempo de liderança do Solidariedade, Janta prestou homenagem aos Conselheiros Tutelares nesta segunda | Foto: Patricia Cordeiro

O presidente estadual do Solidariedade, Claudio Janta, utilizou a tribuna da Câmara Municipal de Porto Alegre nesta segunda-feira (18), em que se comemora o Dia do Conselheiro Tutelar, para reforçar a importância do trabalho e do acompanhamento realizado por estes profissionais. Apresentando dados do Conselho Tutelar de Porto Alegre, o vereador enfatizou que, apenas em 2018, foram mais de 13 mil casos registrados pelo órgão – destas, 5,6 mil denúncias foram acolhidas por instâncias superiores, como o Ministério Público e juizados.

Frisando o amplo espectro de abrangência do trabalho dos conselheiros tutelares, o vereador enfatizou o papel de vigilância desde as comunicações de infrequência à escola, até a intervenção na crueldade do abuso e violência sexual, que só neste período fizeram 1.326 vítimas. “É um papel de dedicação, de conhecimento extremo do Estatuto da Criança e do Adolescente e de sensibilidade do conselheiro em identificar a situação de vulnerabilidade dessas crianças e adolescentes e garantir o direito de estudar, de brincar, de ter atendimento de saúde e, principalmente, de ser criança”, manifestou Claudio Janta.

Entre os números mais expressivos do trabalho na Capital, estão as requisições de vaga em escolas, garantindo a oportunidade de estudo para 3.872 crianças e jovens no ano passado. “Este tem sido o papel dos conselheiros tutelares na nossa cidade, que é de proteção, de acolhimento e de ajudar as famílias, que muitas vezes não conseguem acesso a direitos básicos, para os quais tem recebido o auxílio destes profissionais”, finalizou o vereador.