Claudio Janta pede providências do Estado para comerciários e pequenos empresários

Documento é assinado pelo presidente Claudio Janta | Foto: Débora Ercolani/CMPA

O presidente estadual do Solidariedade, Claudio Janta, encaminhou ao governador Eduardo Leite uma carta de intenções reivindicando a adoção de medidas para garantir condições mínimas aos trabalhadores do comércio, micro e pequenos empresários na retomada gradativa das atividades. Em nome da Força Sindical do Rio Grande do Sul, ele enfatizou a necessidade da observância “das medidas com embasamento científico”, mas defendeu encaminhamentos dos trabalhadores, “necessários para o enfrentamento das dificuldades”.

No pedido, ele apresenta a necessidade de medidas como a disponibilização de equipamentos de proteção individual (EPIs) para os trabalhadores que atuam nos estabelecimentos comerciais. “Protetor facial (face shield), luvas, máscaras, álcool gel 70%, medição de temperatura, atendimento de um cliente por funcionário, horários diferenciados de abertura e fechamento para evitar a sobrecarga nos modais de transporte são imprescindíveis para a abertura dos mesmos, com a segurança que julgamos
necessária”, pontuou.

Ações para dar fôlego aos pequenos empresários também foram reivindicadas no documento. “Ao setor empresarial medidas efetivas e concretas para a urgente liberação de crédito a micro e pequenas empresas se fazem urgentes e não podem ficar à mercê da burocracia estatal e financeira”, completou.