Deputado Neri, o Carteiro vai a Brasília pedir reversão no caso Magnabosco

Ofício solicitando recursos para o Hospital Geral foi entregue aos parlamentares pelo deputado Neri (ao centro)
Ofício solicitando recursos para o Hospital Geral foi entregue aos parlamentares pelo deputado Neri (ao centro)

Nesta terça-feira (19) o deputado estadual Neri, o Carteiro (SOLIDARIEDADE) viajou a Brasília junto a comitiva de Caxias do Sul, formada por três procuradoras do município e pelos vereadores Felipe Gremelmaier e Adiló Didomênico. A intenção é buscar apoio para reverter a situação da cidade no caso Magnabosco.

O caso se refere a um pedido de indenização de uma área doada, onde hoje está o bairro Primeiro de Maio. Se condenado, o município terá que pagar mais de R$600 milhões: “É difícil imaginar as dificuldades que os caxienses terão que enfrentar caso isso aconteça. Estou aqui cumprindo o meu compromisso com o povo, de lutar para tentar reverter a decisão”, reforçou o parlamentar. Na audiência pública realizada sobre o assunto, no dia 08 de março, em Caxias do Sul, Neri já havia se comprometido a unir esforços em busca de apoio político em Brasília.

Ao longo do dia, a comitiva esteve no gabinete de deputados federais e no Senado, onde conversou com os representantes gaúchos Luiz Carlos Heinze, Paulo Paim e Lasier Martins. A secretária de Relações Federativas e Internacionais do Governo do Rio Grande do Sul, Ana Amélia Lemos também recebeu o grupo e teve acesso aos documentos que explicam os passos dessa decisão judicial. A comitiva volta para Caxias do Sul no fim da tarde de quarta-feira. Até lá, estão agendadas outras visitas a parlamentares gaúchos.

O julgamento no Superior Tribunal de Justiça está marcado o dia 27 de março, próxima quarta-feira.

Demandas do Hospital Geral

Neri, o Carteiro aproveitou a ida a Brasília para encaminhar demandas recebidas na última sexta-feira (15), referentes ao Hospital Geral. Depois de uma reunião, a convite do reitor da Universidade de Caxias do Sul, Evaldo Antônio Kuiava, o parlamentar se comprometeu em auxiliar na busca de recursos que possam reverter o quadro financeiro da instituição.

Ao longo do dia, Neri entregou ofícios aos deputados federais e senadores para solicitar a destinação de emendas parlamentares para o HG. O documento apresenta a realidade do Hospital e explica a necessidade de apoio orçamentário: “Precisamos unir esforços para que não ocorra a redução dos atendimentos no HG, hospital que é referência em diversos serviços para 49 municípios da região da Serra”, pontuou Neri.

O déficit previsto para as operações de atendimento médico e hospitalar em 2019 chega a R$ 8 milhões, somado a outros R$ 10 milhões necessários para a conclusão das obras de ampliação do Hospital Geral.