Neri, o Carteiro solicita aquisição de equipamento de raio-x para os Presídios de Caxias do Sul

Equipamento tem como objetivo evitar entrada de drogas e celulares | Foto: Marcelo de Gregori
Equipamento tem como objetivo evitar entrada de drogas e celulares | Foto: Marcelo de Gregori

Nessa quarta-feira (26), o deputado estadual Neri, o Carteiro (SOLIDARIEDADE) reuniu-se com o Secretário de Administração Penitenciária do Rio Grande do Sul, Cesar Faciolli. No encontro, o parlamentar levou demandas importantes do sistema prisional de Caxias do Sul e região. A necessidade de um equipamento de raio-x corporal é uma das prioridades tanto para o Presídio Regional, localizado na BR-116, quanto para a Penitenciária Estadual, no Apanhador, ambas em Caxias do Sul. No início de abril, em reunião no presídio, Neri havia se comprometido em buscar apoio para a aquisição e instalação deste equipamento.

Há pouco menos de um mês, uma revista geral no presídio encontrou 98 celulares e 3,8 kg de droga no Presídio Regional,  o que representa cerca de um telefone a cada quatro presos. A instalação de um aparelho de raio-x poderia ajudar a evitar a entrada de celulares, drogas e armas. A capacidade do presídio é de 298 presos, sendo que hoje estão recolhidos 497, sendo 416 homens e 81 mulheres.

Outra necessidade apontada por Neri foi a criação de um Grupo de Operações Especiais especializado na revista e na escolta de risco, em caso de audiências e movimentação de detentos entre as casas prisionais. O grupo, além de atuar em Caxias do Sul, também atenderia a outros municípios da região, garantindo assim um trabalho focado e que prioriza o atendimento prisional sem retirar outros agentes de segurança de suas funções primárias para a escolta e transporte de presidiários.

Durante a reunião, o parlamentar também pontuou a necessidade imediata da nomeação de agentes penitenciários no estado. Segundo Neri, o cuidado com a segurança pública é fundamental para a vida de toda a população: “Precisamos aumentar o efetivo de servidores e usar a tecnologia a nosso favor. A máquina de raio-x é fundamental para a realização do trabalho nos presídios, prevenindo a entrada de aparelhos celulares e drogas”, considera Neri.