Solidariedade encaminha demandas da segurança pública

Ranolfo

Uma comitiva do Solidariedade esteve reunida com o secretário de Segurança Pública e vice-governador do Rio Grande do Sul, Delegado Ranolfo, para tratar de demandas do estado. Solicitada pelo vereador de Erechim, Marcio Pavoni, a audiência colocou em pauta a situação de precariedade do presídio situado no município, que teve interdição parcial decretada pelo Ministério Público no mês passado, pelo risco de desabamento da estrutura.

De acordo com Delegado Ranolfo, novos rumos para a segurança do estado serão tomados nos próximos dias e o caso do município de Erechim é considerado prioridade para a gestão da pasta. Segundo ele, estão sendo estudadas parcerias público-privadas como alternativa para a obtenção de recursos que serão destinados a segurança, com permutas de bens e imóveis, a exemplo do implementado pelo governo anterior para o presídio de Bento Gonçalves, que será inaugurado em breve.

A questão do efetivo também foi levantada no encontro com o secretário que, apesar da preocupação, manifestou otimismo em função de novos brigadianos e policiais civis estarem em formação, cuja previsão de conclusão é até a metade do ano. Ainda não será o ideal, segundo ele, já que o déficit é de mais de 13 mil vagas, porém, “é um começo”. Delegado Ranolfo citou ainda o desmembramento da Secretaria da Segurança, uma nova estratégia de lotação dos novos policiais com as intuições e a entrega de kits básicos para cada batalhão.

Participaram da reunião o presidente estadual do Solidariedade e vereador de Porto Alegre, Claudio Janta; o deputado estadual Neri o Carteiro; o secretário de formação política do Solidariedade Carlos Varreira (Carlinhos da Charrua), o presidente do Solidariedade de Caxias do Sul e coordenador da bancada da Assembleia Legislativa Marcio Amaral e o secretário-geral do Solidariedade do Alto Uruguai Airton Pereira.