Tatiane Frizzo protocola Projeto de Lei que institui Semana de Combate ao Feminicídio

Proposta prevê atividades para coibir a violência de gênero | Foto: Douglas Barreto
Proposta prevê atividades para coibir a violência de gênero | Foto: Douglas Barreto

Diminuir o alto número de violência contra mulheres é um dos desafios sociais do mundo contemporâneo. No Rio Grande do Sul, assim como o município de Caxias do Sul, a elevada taxa de mortes de mulheres, por violência de gênero, preocupa. Diante dos alarmantes casos, a vereadora Tatiane Frizzo (Solidariedade) protocolou, nesta segunda-feira (25/11), um projeto de lei que institui a Semana Municipal de Conscientização e Combate ao Feminicídio.

O projeto destaca a data de 25 de novembro, dia que inicia a campanha mundial “16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres“, para o começo das atividades da semana municipal. O objetivo da proposta é fomentar o diálogo sobre o assunto. Além disso, a proposição visa a realização de ações que permitam a valorização do papel da mulher na sociedade e a promoção da igualdade entre homens e mulheres.

“É inadmissível que, no século XXI, ainda tenhamos que conviver com o fato de que mulheres são mortas simplesmente por serem mulheres. Acredito que a conscientização e o trabalho feito de forma conjunta pelo poder público, instituições de ensino, comunidade, empresas e sociedade, como um todo, seja o caminho mais efetivo para mudar a realidade que nos acomete”, salienta a parlamentar.

Conforme o monitoramento dos indicadores de violência contra as mulheres da Secretaria Estadual da Segurança Pública do Rio Grande do Sul, até outubro desse ano, ocorreram 82 feminicídios consumados e 287 tentativas de feminicídio no estado. Em Caxias, até esta segunda-feira (25/11), foram registrados quatro feminicídios, em 2019.

O QUE É FEMINICÍDIO?

O crime de feminicídio é o assassinato de uma mulher cometido por razões da condição de sexo feminino, tipificado e incluído no Código Penal em 2015.