Tatiane Frizzo solicita melhorias da rede de esgoto do bairro Sagrada Família

Vereadora realizou reunião com moradores e representantes da Secretaria de Obras | Foto: Douglas Barreto
Vereadora realizou reunião com moradores e representantes da Secretaria de Obras | Foto: Douglas Barreto

A vereadora Tatiane Frizzo (Solidariedade) mediou um encontro entre moradores do bairro Sagrada Família e representantes da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos. A reunião, que ocorreu nesta quarta-feira (22), tratou dos constantes alagamentos locais, principalmente dos acúmulos de água na Rua Graciema Formolo. O titular da pasta, Gilberto Meletti, recebeu reivindicações de oito moradores. Técnicos da secretaria também participaram da reunião.

Na oportunidade, a parlamentar, em conformidade com as demandas da comunidade, solicitou melhorias da rede de esgoto do bairro, já que os problemas com alagamentos são crônicos no local.

“O bairro Sagrada Família convive com esse problema há décadas. Precisamos encontrar alternativas para solucionar essa situação. Por conta das antigas moradias estarem sobre uma galeria de esgoto, fica inviável realizar reparos. Mas também entendo que é necessário termos projetos paralelos, a fim de melhorar as condições dos moradores”, avalia a vereadora.

Conforme o morador da Rua Abramo Girardi, David Tondello, 51 anos, a melhor alternativa é a construção de uma nova galeria para o escoamento do esgoto.

“Eu saio muito satisfeito com a reunião, pois estou reivindicando essas melhorias desde 2012 e o poder público nunca resolveu o nosso problema. Hoje, o secretário de obras nos deu uma boa perspectiva. No meu entendimento, a única solução é a construção de uma nova galeria”, destaca o morador.

Conforme o responsável pela secretária de obras, será realizado um estudo topográfico nos próximos meses. Gilberto Meletti também ressaltou que após os apontamentos poderá ser confeccionado um projeto para uma nova rede de esgoto.

“Vamos fazer um esforço e dar atenção necessária. Precisamos verificar os custos e a viabilidade financeira, já que a obra é de grande porte. É necessário alinharmos os processos, como o estudo do solo, para depois construir um projeto”, salienta o secretário.

De acordo com o departamento de engenharia da pasta, uma das soluções é fazer um estudo que contemple um traçado alternativo, para que a nova galeria esteja conforme o delineamento das vias. Segundo o mapeamento da pasta, a antiga rede de esgoto passa por baixo de três quadras de imóveis, inviabilizando a manutenção da galeria, o que resulta nos alagamentos.